top of page
  • Marcelo Salles Pereira

O Profeta e a Justiça de Deus

Habacuque teve a coragem de fazer uma série de questionamentos a Deus e obteve a resposta.

 



 

Sumário

 

 

Texto de Referência

 

Habacuque 1:5 | ACF

Vede entre os gentios e olhai, e maravilhai-vos, e admirai-vos; porque realizarei em vossos dias uma obra que vós não crereis, quando for contada.

 

 

Meditando na Palavra

 

O Senhor começa a responder aos questionamentos do profeta Habacuque. A resposta não é direcionada somente a ele, mas a todo o povo de Israel.

 

A obra que o Senhor iria realizar era trazer os babilônios para tomarem Judá por causa de todo pecado que essa nação estava praticando. Esse povo iria se maravilhar, ou seja, iria ficar espantado com o que aconteceria.

 

O Senhor é antes de tudo justo. Ele não conviverá com o pecado. Por isso, ele pediu os sacrifícios na lei mosaica, para que a pessoa pudesse ter seus pecados perdoados e, assim, ele pudesse viver no meio do povo através do templo.

 

Hoje sabemos que o sacrifício maior foi a morte de Jesus Cristo na cruz do Calvário, morte definitiva pelos pecados de todos os que viessem a crer nele.

 

Pelo teor do capítulo 1, alguns supõem que Habacuque viveu durante o reinado de Joaquim, pois, como dissemos acima, o Senhor traria os babilônios contra Judá e isso aconteceu no reinado desse rei.

 

Em sua época havia uma frieza espiritual e o povo não temia mais ao Senhor como antes. Daí, vemos que a justiça era pervertida.

 

Habacuque não teme questionar ao Senhor:

“Até quando, Senhor, clamarei por socorro, sem que tu ouças? Até quando gritarei a ti: "Violência! " sem que tragas salvação?

Por que me fazes ver a injustiça, e contemplar a maldade? A destruição e a violência estão diante de mim; há luta e conflito por todo lado.”

Habacuque 1:2,3

 

O fato dele questionar ao Senhor sobre a razão de ter de ver a opressão me mostra que ele era extremamente zeloso pela lei e pelo povo, senão, ele estaria no meio de toda a opressão e não teria motivos para questionar ao Senhor. Quando nos afastamos de Deus e nos acostumamos com o que acontece ao nosso redor, então não há motivos para questionamentos, a não ser aqueles questionamentos infrutíferos, que somente deixa a pessoa indignada, mas que não leva a lugar algum. Sem ação não há solução.

 

Um profeta zeloso pela lei e pelo povo e um Deus justo. Nem todo o zelo do profeta iria impedir que a justiça de Deus fosse satisfeita. E ela foi. Judá caiu perante os babilônios. Se o povo tivesse agido e mudado de rumo, então haveria uma possibilidade de Deus os perdoar e não enviar os babilônios, mas o povo permaneceu em sua conduta iniqua e sofreu por isso.

 

Não sabemos se o profeta esteve entre os que foram para o exílio na babilônia, mas ele ouviu do Senhor o que iria acontecer. Como deve ser difícil para alguém ouvir um julgamento proferido pelo Senhor contra seus conterrâneos. A vida de um profeta não é fácil. Ele não receberá do Senhor somente palavras de bençãos, mas, muito pelo contrário, é provável que receba alguma palavra de julgamento contra o povo pecador.

 

Entendo que esse julgamento do Senhor funciona como um aviso antes da tempestade. O aviso não impede que a tempestade venha, mas ajuda a se preparar para ela.

 

Outra coisa que aflige os profetas é que a maioria das pessoas não acreditará nele. Ele entregará a palavra do Senhor, mas quando o povo está frio espiritualmente como eles poderão receber a repreensão do Senhor e se arrepender de seus pecados?

 

Ter a visão do final das coisas, ir e avisar as pessoas e ser rejeitado está entre as agruras de um profeta. Pergunto: temos profetas verdadeiros hoje em dia?

 

Vejo em nossos dias que as coisas vão de mal a pior, porém os “profetas” youtubers dizem que tudo está bem. Que tudo vai dar certo para o povo de Deus, mas como pode ser isso se a própria Bíblia nos diz que no fim será tão terrível que se o Senhor não o abreviasse até os escolhidos se perderiam?

 

O Senhor traz bençãos sim. Eu e minha família temos recebido das bençãos do Senhor e creio que você que está lendo esse texto também tem recebido o mesmo, porém, quem somos nós para não aceitarmos a justiça de Deus?

 

Ela virá no momento certo e precisamos estar do lado certo. Precisamos buscar ao Senhor enquanto o podemos achar. Precisamos nos esquecer do que ficou para trás e seguirmos em frente, para o alvo. Precisamos andar em obediência ao Senhor.

 

Que o Senhor te abençoe e te guarde!

 

 

Orando a Palavra

 

Senhor, me ajuda a te conhecer mais e mais, me ajuda a entender que sua justiça foi satisfeita em Cristo e que devo viver uma vida de gratidão por essa obra perfeita que o Senhor Jesus realizou em meu favor. Me ajuda a estar sempre do lado certo para que, no final de tudo, eu esteja entre os escolhidos que irão estar contigo por toda a eternidade.

Em nome do Senhor Jesus, amém.

 

 

Dica de Leitura

 

O Mal e a Justiça de Deus

N.T. Wright (Autor)



Sinopse

 

O mal não é uma preocupação apenas dos cristãos. Todos os dias ouvimos sobre maus-tratos, violência, injustiça, terrorismo, enfim, o sofrimento, da boca dos políticos e da imprensa. Se antes acreditávamos ingenuamente no progresso humano, hoje não s abemos o que fazer. Nossas perguntas sobre Deus e a natureza do mal demandam uma explicação madura, profunda e esclarecedora. O que Deus fez (se é que fez ou faz alguma coisa) e o que nós devemos fazer? Como a Bíblia, Jesus Cristo, a história do Antigo e do Novo Testamentos respondem ao problema do mal?





 

 

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page