top of page
  • Marcelo Salles Pereira

O Profeta Jonas E A Fuga Dos Problemas

Fugir dos problemas resolve alguma coisa?


Texto de referência:

E veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo:

Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença.

Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do Senhor para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do Senhor.

Jonas 1:1-3


Sumário




Introdução


Começo esse texto fazendo uma pergunta: Somos pessoas que enfrentam os problemas ou somos aqueles que fingem que não existem ou tentam fugir deles?

A resposta é individual, claro, porém tem de ser uma resposta sincera, verdadeira. Se não for assim já estaremos entre aqueles que fogem dos problemas.

Intimamente sabemos que fugir dos problemas não resolve nada, porém, mesmo assim, muitas vezes, seguimos esse caminho.

Tomar essa decisão de fugir não é exclusivo de pessoas, digamos, mais fracas, mas sim de qualquer pessoa, mesmo de um profeta de Deus como o profeta Jonas.


Por que O Profeta Jonas Fugiu?


Antes de julgarmos o profeta Jonas precisamos entender o que o levou a essa decisão de fugir de seu chamado para pregar em Nínive, indo no sentido contrário para Társis.

Vejamos o que o próprio Jonas disse após o Senhor ter perdoado o povo de Nínive:


“E orou ao Senhor, e disse: Ah! Senhor! Não foi esta minha palavra, estando ainda na minha terra? Por isso é que me preveni, fugindo para Társis, pois sabia que és Deus compassivo e misericordioso, longânime e grande em benignidade, e que te arrependes do mal”.

Jonas 4:2


Jonas não queria ir pregar em Nínive porque ele sabia que o Senhor é misericordioso e que poderia perdoar aquele povo. Podemos pensar: que maldade do profeta não querer que milhares de pessoas fossem perdoadas.

Mas, por que o profeta pensou assim? Foi algo pessoal ou existe algo mais?

Nínive era uma grande cidade da Assíria e, no passado, a Assíria veio contra o reino de Israel e o tomou, levando muitos para sua terra. Vejamos:


“E sucedeu, no quarto ano do rei Ezequias (que era o sétimo ano de Oséias, filho de Elá, rei de Israel), que Salmaneser, rei da Assíria, subiu contra Samaria, e a cercou.

E a tomaram ao fim de três anos, no ano sexto de Ezequias, que era o ano nono de Oséias, rei de Israel, quando tomaram Samaria.

E o rei da Assíria transportou a Israel para a Assíria; e os fez levar a Hala e a Habor, junto ao rio de Gozã, e às cidades dos medos;

Porquanto não obedeceram à voz do Senhor seu Deus, antes transgrediram a sua aliança; e tudo quanto Moisés, servo do Senhor, tinha ordenado, nem o ouviram nem o fizeram.”

2 Reis 18:9-12


Então, vemos que existia um histórico ruim entre os assírios e ou israelitas.

Talvez isso estava na mente do profeta Jonas; como ele poderia pregar para um povo se arrepender se esse povo era considerado um inimigo dele e do povo de Israel?

Jonas não conhecia Jesus, é lógico, mas ele conhecia ao Senhor, como vimos acima, e sabia que Ele era um Deus misericordioso. Bem, se ele sabia que o Senhor era misericordioso e que essa misericórdia era concedida a todos que se arrependessem, inclusive era concedida a ele mesmo, por que tentou fugir?

Acredito que muitos de nós em algum momento já tentamos calar a voz de Deus dentro de nós em situações semelhantes, ou seja, precisávamos ser misericordiosos e não fomos por algum motivo.

Se em algum momento agimos dessa forma, então agimos de forma semelhante ao profeta Jonas e não deveríamos condená-lo:


“Não julgueis, para que não sejais julgados.

Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós”.

Mateus 7:1,2


Jesus disse isso e está claro que devemos tomar cuidado com o julgamento, pois seremos julgados de forma semelhante.

Concluímos que Jonas tinha suas razões para não querer ir pregar em Nínive, embora seu ato de fugir estivesse errado.


A obediência gerou perdão


Seguindo na leitura do livro de Jonas vemos que ele obedeceu, ainda que de forma forçada, e foi pregar aos ninivitas.

Ele passeou pela cidade de Nínive pregando o que o Senhor lhe ordenou durante 40 dias.

Após esses dias tanto o rei de Nínive quanto a população se arrependeram e o Senhor os perdoou. Jonas fica triste com isso porque ele não queria que esse povo fosse perdoado, mas destruído.

Quão terrível é guardarmos rancor de coisas que ocorreram no passado. Não estou sendo hipócrita, pois para mim também é difícil abandonar coisas ruins que me aconteceram, porém tento sempre me lembrar do seguinte:


“Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.

Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,

Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”.

Filipenses 3:12-14


Não alcancei a perfeição, mas preciso seguir em frente; preciso olhar para Jesus e para a salvação que Ele me oferece gratuitamente. Eu quero alcançar esse prêmio e, para isso, preciso me esquecer do que ficou no passado e sempre avançar. Para me manter sempre avançando preciso olhar para frente senão, ao olhar para trás, poderei tropeçar e cair. Pensemos nisso.

Por causa da obediência de Jonas houve perdão para toda uma população. Olhem que coisa maravilhosa! Quantos que já pregaram a palavra conseguiram alcançar toda uma população? Se pensarmos bem, a obediência e a pregação de Jonas geraram um dos maiores avivamentos da história.


Conclusão


Bem, vimos neste artigo que a obediência gera frutos enormes para o reino de Deus e que, a falta dela gera problemas para o desobediente.

Ao tentarmos fugir de um problema podemos estar gerando um maior, além de demostrar falta de confiança em Deus e egoísmo por acharmos que nossos sentimentos são superiores aos planos de Deus.

Por favor, leia o livro de Jonas e verás que no final o Senhor dá uma lição em Jonas para ele nunca mais esquecer e para que ele mudasse sua visão das coisas.

Estou tentando mudar minha visão para me adequar à visão de Deus para minha vida. Se você ainda não está fazendo te incentivo a fazer o mesmo.

Que o Senhor te abençoe e te guarde!



 

Quer aprender a estudar a Bíblia Sagrada de uma forma simples e com um preço que você consegue pagar?

IMPORTANTE: você paga uma única vez e tem acesso vitalício ao curso.

Saiba como visitando o site:




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page